Figurino paradisíaco

paraisos artificiais

Franjas, couro, camisetas customizadas, cintos tacheados... A figurinista Claudia Kopke traduziu com riqueza o universo das raves dos anos 90 sem datar o visual no filme “Paraísos artificiais”, de Marcos Prado. Nathalia Dill como a DJ Erika e Lara, interpretada por Livia Bueno, estão lindas. As duas personagens formam junto com Nando (vivido por Luca Bianchi) um trio que se encontra, desencontra e reencontra no cenário marcado por sexo, drogas e música eletrônica.Veja o figurino!

Wookdstock e rave 90

O figurino de Claudia é pura poesia fashion escapista. Ele faz a ponte entre Woodstock e as raves dos anos 90, entre Amsterdã e Nordeste. “Os looks”, conta Claudia, “Têm uma pegada 70, um jeito meio neo hippie, meio chique e meio cigano. Coincidiu de estar um pouco na moda. A Nathalia Dill tinha vindo da novela “Escrito nas estrelas”, das 18h. Chegou para mim uma menina lourinha, pequena, magrinha. Eu me perguntei: o que vou fazer? Quando pintamos o cabelo ela virou uma leoa. A Livia Bueno já tinha uma pegada de moda e ficou linda, uma gata selvagem, no visual meio couro meio índio. Essas peças de couro são vendidas até hoje em Ipanema.”

Figurino Paraísos Artificiais

Isabela Capeto e Rony Meisler ajudaram a vestir 600 figurantes numa festa

Na reconstituição desse universo paralelo da música eletrônica, Claudia recorreu a uma de suas maiores habilidades, a de garimpar em brechós. “Muitas peças também vieram do acervo de Isabela Capeto. O personagem de Nathalia Dill usou muito Isabela Capeto. O Rony, da Reserva, me cedeu 30 caixas com roupas de desfile. Tudo isso foi importante porque eu tive que vestir, por exemplo, 600 figurantes na festa de Amesterdã, que foi filmada na antiga fábrica da Bhering em São Cristóvão”, diz Claudia, que mandou fazer até cartucheiras em São Paulo e um chapeuzinho de duende, típico de festa de rave.

Figurino Paraísos Artificiais

Na pesquisa para o filme vieram à tona memórias super afetivas como a calça de veludo cotelê estampada por flores, as franjas, o couro franjado, as bijoux de marfim, colares de prata. Vale a pena ver o resultado no filme. Claudia fez também recentemente os figurinos da série “Preamar”, nova produção da HBO Latin America que estreia 6 de maio contando a vida de João Ricardo Velasco (Leonardo Franco), empresário que perde tudo no mercado financeiro e começa a atuar no mercado informal da praia. São dela também as roupas da Ópera Balé “Pigmalião”, de Rameau, dirigida por Marcelo Fagerland com coreografia de Márcia Milhazes, no Teatro 2 do CCBB.